quinta-feira, 10 de abril de 2008

APRESENTANDO A MINHA TOCA LITERÁRIA

Desde menino, o ato de escrever sempre me foi mais leve e prazeroso do que o de falar. Ao crescer, cheguei à conclusão de que havia palavras demais em efervescência dentro de mim. Palavras que nasceram, cresceram e se inventaram comigo, palavras que eu captava do silêncio e do grito do mundo, palavras, enfim, que não poderiam ficar caladas. Não poderiam e já que eu era introvertido e pouco comunicativo, descobri que o papel e a caneta poderiam ser os meus maiores veículos de contato com o mundo. Assim, quase sem querer, quase como uma necessidade de me relacionar com a realidade que me cercava, fui escrevendo, escrevendo, e, um dia alguém leu os papéis e me disse que eu era um escritor. Nada contra, isso era melhor que ser um sisudo ambulante...
Mais tarde, descobri que podia escrever minhas emoções, meus sentimentos, minhas paixões, meus amores, meus desenganos, meu céu e o meu inferno, em linhas partidas que, como vocês sabem, se chamam versos. Alguém leu e me chamou de poeta. Ora, vejam só, vocês já viram maior surpresa do que essa, que tive: eu, nordestino, da terra de Artur Azevedo, Aluízio de Azevedo, Graça Aranha, Sousândrade, Raimundo Correia, Coelho Neto, Humberto de Campos, Gonçalves Dias, Josué Montello e os ainda vivos e brilhantes, Ferreira Gullar e Nauro Machado, ser considerado escritor e poeta?
E pois, se assim é, e desde que esses gênios literários mortos, em revolta, não se remexam em seus túmulos e os vivos não me execrem publicamente, e considerando que foram as outras pessoas ( amigos ou inimigos) que me declararam poeta e escritor, creio que nenhuma impropriedade cometo em me assumindo como tal e lhes apresentando este meu blogspot, a minha Toca Literária em prosa e verso.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

  1. Meu querido Antonio Maria:
    Fico radiante e orgulhosa, quando leio um texto seu. Você tem um dom de escrever incrivel, mágico, excepcionalmente mestre no que escreve, pois sua paixão por leitura e escrita me incentiva cada dia a valorizar o mundo literário, como algo que faz parte da nossa vida. Parabéns e sucesso sempre, não desista jamais.
    Com muito amor,
    Fernanda

    12 de Abril de 2008 17:20

    ResponderExcluir
  2. Caro Antonio Maria: Sua toca é um refúgio para aqueles que gostam de uma boa leitura. Você está de parabéns e todos seus leitores, nos quais estou incluido. Um grande abraço daqui dos pampas.

    ResponderExcluir
  3. Antonio,
    muito obrigada pela visita! Espero que ela se repita!

    abraço
    Francine

    ResponderExcluir
  4. Bom dia meu amigo!

    Conheci muitas pessoas como o amigo durante a vida, quietas por natureza, mas com uma grande capacidade oculta que substituia magistralmente as palavras!

    Penso que cada um tem um dom, um segmento ou uma reta, algo que o conduz para frente, rumo ao destino escolhido ou à sina inevitável. Mas aceitar-se como tal ainda é um grande desafio para muitos!

    Fico feliz em saber que um homem culto e inteligente, detentor de duas belas profissões que somente o enobrecem a meu ver, ainda é um doutor na arte de escrever!

    O mundo precisa mais de pessoas que promovam a arte do que qualquer tipo de de influência negativa!

    Que bom que nos esbarramos no caminho, espero que Deus tenha lhe dado tudo que precisou para ser inteiramente feliz também, mas se faltou alguma coisa, espero que Ele ainda Tenha lhe reservado mais algumas alegrias, meu amigo, pois felicidade que transborde nunca é demais!

    Parabéns pelo espaço, de muito bom gosto, só falta o botão para que eu me torne um seguidor do seu blog!

    Ah propósito, eu sou JGCosta, não se assuste com JoeFather do meu nick, é que sempre fiz questão que todos soubessem, principalmente meus amigos adolescentes, que sou um pai, com muito orgulho!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir