terça-feira, 25 de maio de 2010

CONTOS_ Efeitos Colaterais de Um Pedido de Divórcio

Próspero empresário do ramo de eletrodomésticos, João apaixonou-se perdidamente pela sua secretária Lu, uma morena filé, de rosto, seios, pernas e bunda capazes de endoidar um santo. Amavam-se loucamente, e como o delicioso petisco vestido de mulher ameaçara largá-lo caso ele não se separasse da esposa com a qual estava casado há 30 anos, João criou coragem e foi falar com a cara-metade:
- Marta, temos um problema.
- Qual?
- Estou apaixonado por outra mulher e quero divórcio.
- Sem problemas, amor. Segundo a sua declaração de Imposto de Renda, você fatura cem mil reais por mês. Trinta e cinco por cento disso me dará uma pensão mensal de trinta e cinco mil reais. Os seus bens estão avaliados em dois milhões de reais. Tenho direito à metade e não vou aceitar nada menos que isso. E aí, amor, você e a sua vagabunda podem ir para o raio que os partam!
Desistiu do divórcio e telefonou para a amante:
- Lu, minha querida, não vai dar! A bruaca exige uma pensão mensal de trinta e cinco mil reais e metade dos meus bens. Vamos ficar como estamos?
- Nada disso, não quero ser sempre a outra. Ou se separa da fulana ou eu caio fora dessa relação.
- Mas isso está fora de cogitação, se eu me separo da minha mulher ela me deixa quase pobre! Então, como ficamos?
- Não ficamos. Meu advogado conversará com você, cretino.
- Advogado? Por quê?
- Você é casado, mas mantínhamos uma relação estável.
- Mas, como você pode provar isso?
- Fácil. As câmeras daquele motel do meu amigo Ricardão filmaram as nossas transas várias vezes. Além disso, lembra-se daquela vez em que você, não se controlando de excitação, ejaculou na minha calcinha?
- Sim, sim, mas...
- Pois é, amor, guardei a calcinha como lembrança do fato e do seu sêmen. Um exame de DNA...
João tremeu: como podia ter esquecido do famoso golpe aplicado pela Mônica Levinsky em cima do todo-poderoso presidente americano Bill Clinton?
João continua casado com a bruaca, mas perdeu a bela morena que, para não armar um barraco sócio-judicial, recebeu uma gorda indenização lançada na contabilidade da empresa na rubrica "Serviços Prestados".
E um mês depois desse fracassado pedido de divórcio, João contratou uma nova secretária. Gostosíssima, um avião.
Tem homem que não aprende.

Antonio Maria Santiago Cabral
http://www.antoniomaria.prosaeverso.net
14/07/2009
Código do texto: T1699019






Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Um comentário:

  1. Olá,
    O agBook, da AlphaGraphics, publica livros sob demanda de forma fácil e totalmente gratuita. Para publicar, basta acessar www.agbook.com.br e efetuar seu cadastro.
    O principal objetivo do agbook é apoiar novos escritores brasileiros e ainda oferecer todas as técnicas para que o autor não somente publique o seu livro como também o promova de maneira eficiente.
    Coloco meus contatos à disposição para qualquer dúvida pbaiadori@alphagraphics.com.br
    Abraços.

    ResponderExcluir