quarta-feira, 26 de maio de 2010

POESIAS_ Cabeça nas Nuvens

Quando ele era menininho
tinha a mania de ficar longas horas sozinho,
olhando para o céu e afirmava
que o seu desejo era viver nas nuvens. Divagava?
Se não, talvez seu futuro na vida
fosse de piloto de avião ou coisa parecida.
Nem alfa nem beta.
Tornou-se poeta.


Antonio Maria Santiago Cabral
http://antoniomaria.prosaeverso.net
17/04/2010
Código do texto: T2202708

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário