sexta-feira, 12 de novembro de 2010

POESIAS_ Lírico Mistério

Dizem que a minha poesia é sonho
e que é pura fantasia os meus versos,
com os quais meu delírio componho...
Se ando na chuva para chegar mais depressa
ao encontro da musa,
que não virá por mais que eu peça...
Se daquela que de amor clamo a urgência,
não guardo nenhuma noite,
somente todas as manhãs de ausência...
Se o inverno das inúteis esperas,
não sombreia nos poemas a luz que reflete
o murmúrio de antigas primaveras...
E se há um mistério que me condena
à inspiração em favor da ilusão,
vale minh'arte o labor da pena?


Antonio Maria Santiago Cabral
Publicado no Recanto das Letras em 26/06/2010
Código do texto: T2342194

Versiprosa de Antonio Maria
http://antoniomaria.prosaeverso.net


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário